Bolsonaro defende livre-comércio com EUA em encerramento de visita ao país

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2020 07h38 - Atualizado em 11/03/2020 08h18
Isac Nóbrega/PRO presidente destacou que já começaram as conversas para um acordo bilateral entre os dois países

O presidente Jair Bolsonaro falou nesta terça-feira (10) para o Fórum das Américas para cerca de 250 investidores. O presidente destacou a importância do livre-comércio com EUA e afirmou que esse foi um tema de sua conversa com Donald Trump, presidente americano.

Bolsonaro destacou que já começaram as conversas para um acordo bilateral entre os dois países e que é preciso deixar de lado algumas divergências pontuais, como a questão do etanol.”E mais do que tudo, ao assumir e colocar em prática aquilo que falamos durante a campanha eleitoral, bem como o que estamos fazendo agora com ajuda do parlamento brasileiro, restabeleceremos de vez a confiança do Brasil ante ao mundo.”

O presidente aceitou falar com a imprensa de forma breve, mas restringiu o assunto a temas relacionados à sua viagem. Durante a conversa, o presidente falou sobre o acordo de comércio entre países e sobre a crise do petróleo.

Logo depois, Jair Bolsonaro foi questionado sobre sua afirmação de fraudes nas eleições de 2018. Segundo a fala do presidente, se não fossem as fraudes eleitorais, ele teria vencido no primeiro turno do pleito. Ao ser questionado sobre sua confiança na Justiça Eleitoral, o chefe do Executivo se irritou e afirmou que “estão colocando palavras na minha boca”, finalizando a entrevista.

A passagem do presidente pelos Estados Unidos foi finalizada com visita à linha de montagem da Embraer no país.

O foco principal da viagem não foi apenas mostrar o alinhamento de interesses entre os países, mas também firmar o acordo militar bilateral com os Estados Unidos, o o Acordo para Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento, Teste e Avaliação (RDT&E, na sigla em inglês), assinado em Doral, na Flórida.

*Com informações de Rodrigo Constantino.