Bolsonaro diz que filiação ao PP é ‘possibilidade’ para disputar reeleição

Presidente da República, no entanto, ainda não bateu o martelo se pretende disputar o pleito

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2021 12h02
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO -22/03/2021Bolsonaro confirmou, nesta sexta-feira, que a medida provisória que promoverá a reforma ministerial já está pronta

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 23, que procura um partido que possa dominar para disputar a eleição do ano que vem. Ele confirma a possibilidade de se filiar ao Progressistas, legenda do futuro ministro da Casa Civil, senador Ciro Nogueira. Bolsonaro disse que ainda não decidiu se, de fato, disputará a reeleição — mas pede que, se for candidato, o eleitor compare o trabalho dele com o dos antecessores. O ideal, para o presidente, é que ele pudesse disputar a eleição como independente. Ou seja, sem estar filiado a nenhum partido politico. “Eu não tenho partido politico ainda. Tentei, estou tentando um que possa chamar de meu e possa, realmente, se for disputar a presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. O PP passa a ser uma possiblidade de filiação nossa.”

Bolsonaro confirmou, nesta sexta-feira, que a medida provisória que promoverá a reforma ministerial já está pronta. O texto só será publicado, no entanto, na segunda-feira, após ele conversar com Ciro Nogueira. Segundo Bolsonaro, a escolha de um dos líderes do centrão para ocupar um dos ministérios mais importantes da Esplanada é uma opção pela governabilidade do país. “A palavra centrão é pejorativa. Eu fui do PP por aproximadamente 20 anos, então a minha aproximação dos partidos de centro é pela governabilidade. Sou obrigado a fazer isso aí. Se alguém tem alguma bronca contra qualquer parlamentar, não se esqueçam que foi vocês que colocaram ele aí dentro.”

O presidente também falou, nesta sexta, sobre a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal. Ele acredita que o nome do até então advogado-geral da União será aprovado na sabatina do Senado sem dificuldade. “O André Mendonça preenche, em tudo, o tocante quanto ao conhecimento da questão jurídica no Brasil. Se você aplicar uma prova para ele agora, duvido que ele tire menos que 9,5. Queria somar a isso a questão dele ser evangélico.” A sabatina de André Mendonça deve ocorrer logo após a volta do recesso parlamentar, ainda no mês de agosto.

*Com informações do repórter Antônio Maldonado