Bolsonaro diz que ‘OCDE não é só chegar e entrar’ e que hora do Brasil ‘vai chegar’

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2019 08h24
Alan Santos/PRCom relação à polêmica em torno das denúncias contra o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, o presidente classificou como exagero

O Governo classificou como fake news a informação que circulou nesta quinta-feira (10) de que os Estados Unidos estariam se recusando a apoiar a entrada do Brasil na OCDE – a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

O motivo das especulações foi o documento divulgado pelos norte-americanos apoiando os pedidos de Argentina e Romênia de entrar na Organização. A justificativa do Palácio do Planalto é de que os dois países já estavam na fila e que o pedido do Brasil será atendido no momento apropriado.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a reclamar da divulgação de informações truncadas e lembrou que o presidente Donald Trump se comprometeu com o apoio ao governo brasileiro, mas ressaltou que isso não depende só dele. “Não é ‘chegou e vai entrando’, eles fazem uma seleção para que o país que entre cumpra tudo o que está no estatuto da OCDE. O Brasil vai chegar na sua hora.”

Com relação à polêmica em torno das denúncias contra o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, de utilização de laranjas na campanha eleitoral do ano passado, o presidente minimizou e classificou as denuncias como um exagero. “Eu não sei se é culpado, se é inocente. Pelo o que sei até o momento há um exagero no inquérito.”

Na live semanal nas redes sociais, o presidente Bolsonaro comentou a liberação dos saques de R$ 500 do FGTS a todos os correntistas e voltou a negar a quebra de monopólio da Caixa para a gestão dos recursos.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin