Bolsonaro diz que será ‘difícil’ para o Congresso aumentar valor do saque do FGTS

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2019 09h39 - Atualizado em 27/07/2019 10h18
Fernando Frazão/Agência BrasilGoverno estima uma injeção de R$ 42 bilhões na economia

A crítica sobre o limite de R$ 500 de saque nas contas do FGTS chegou até o Congresso Nacional. Entre os parlamentares já há quem defenda elevar esse valor.

O presidente Jair Bolsonaro já afirmou que “quem estiver achando pouco” não precisa fazer o saque, que é opcional. Ele ainda ressaltou que o Congresso é soberano para fazer alterações na proposta desde que não prejudique os recursos da construção civil, o financiamento de moradias e o saneamento básico.

“Acho difícil tomarem uma medida nesse sentido, mas tem todo o direito de tomar. Se falarem que não será atingindo a construção de casas populares, não tem problema. Depende do que eles mostrarem porque da matemática não tem como fugir”, disse.

O governo estima uma injeção de R$ 42 bilhões na economia até o ano que vem. O calendário de saque será divulgado no dia 5 de agosto.

Quem é cotista do PIS/Pasep também poderá sacar os rendimentos, basta procurar a Caixa Econômica Federal. Os saques já começaram conforme calendário divulgado pelo banco estatal.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin