Bolsonaro quer ouvir opinião de internautas sobre pena mais dura para maus-tratos a cães e gatos

O projeto foi aprovado pelo Senado Federal e depende apenas da sanção do presidente para virar lei

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2020 05h48 - Atualizado em 11/09/2020 07h32
Marcos Corrêa/PRPelo projeto, quando se tratar de cão ou gato, a pena será de dois a cinco anos de reclusão, multa e proibição da guarda do bicho

O presidente da República Jair Bolsonaro quer lançar uma enquete para decidir se sanciona ou não a proposta que aumenta a pena para maus-tratos contra cães e gatos. O projeto foi aprovado na quarta-feira, 9, pelo Senado Federal e depende apenas da sanção de Bolsonaro para virar lei. Ele, no entanto, disse estar indeciso, embora a própria primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esteja fazendo campanha nas redes sociais pela sanção do texto. Junto à youtuber mirim Esther Castilho, na live desta quinta-feira, 10, Bolsonaro afirmou que vai ouvir a opinião dos internautas. “O que eu pretendo fazer é colocar no meu facebook o texto da lei para que fazerem comentários. Quem for para baixaria é banimento, não tem papo. Pode reclamar se a pena é excessiva, é pequena, grande, [falar] se tem que sancionar ou vetar. Não é fácil tomar uma decisão como essa aí”, afirma. Atualmente, a legislação prevê detenção de três meses a um ano e multa para maus-tratos contra animais. Pelo projeto, quando se tratar de cão ou gato, a pena será de dois a cinco anos de reclusão, multa e proibição da guarda do bicho.

*Com informações do repórter Leonardo Martins