Bolsonaro pode vetar bagagem gratuita em voos

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2019 08h03
PixabayA Associação Brasileira de Empresas Aéreas, ficou insatisfeita com essa mudança, e afirmou que a medida "retira do consumidor a alternativa de escolher a classe tarifária mais acessível".

O porta voz da presidência da República, Otávio Rêgo Barros, sinalizou nesta quarta-feira que o presidente Jair Bolsonaro pode vetar a gratuidade das bagagens em voos.

A medida provisória que autoriza 100 por cento de participação do capital estrangeiro, foi aprovada pelo Congresso na semana passada.

O texto também previu a volta da franquia de 23 quilos para despache de bagagens.

A Associação Brasileira de Empresas Aéreas, ficou insatisfeita com essa mudança, e afirmou que a medida “retira do consumidor a alternativa de escolher a classe tarifária mais acessível”.

Nesta semana, o Conselho administrativo de Defesa Econômica, recomendou à Casa Civil vetar o trecho da MP que prevê gratuidade de bagagens.

O presidente Jair Bolsonaro já havia indicado uma posição favorável a aprovação do texto quando esteve em Recife, na última sexta-feira.

O porta voz da Presidência, Rêgo Barros, disse que o presidente tem opiniões, mas que a decisão será tomada após estudos realizados pelas equipes e órgãos responsáveis.

O presidente Jair Bolsonaro tem até o dia 17 de junho para avaliar o texto e decidir se veta ou não a volta da gratuidade da franquia de bagagens.