Bolsonaro retoma negociações e terá de enfrentar sanção de Temer para reajuste do Judiciário

  • Por Jovem Pan
  • 27/11/2018 07h04
EFEO grande desafio dessa transição está sendo a elaboração do decreto que muda a configuração da Esplanada dos Ministérios

O presidente eleito Jair Bolsonaro retoma nesta terça-feira (27) as conversas para a formação do futuro Governo.

O grande desafio dessa transição está sendo a elaboração do decreto que muda a configuração da Esplanada dos Ministérios. Não é só a redução do número de ministérios, mas também a troca de funções e competências.

Concentração de poderes na Economia, e o tradicional Ministério da Justiça terá agora foco total no combate à corrupção e ao crime organizado.

Os chamados “ministros da casa”, que ficam no Palácio do Planalto, também sofrerão. Alguns ficam sem o status de ministério, e outros terão as funções trocadas. A indicação é de que o primeiro escalão do Governo, incluindo o presidente e o vice, terá, pelo menos, oito militares.

O Governo já vai enfrentar a polêmica sanção de Michel Temer, que aumentou os salários do Judiciário em 16,3%. Imediatamente, o ministro Luiz Fux mandou suspender a liminar que mandava pagar os penduricalhos aos juízes, como auxílio-moradia.

*Informações do repórter José Maria Trindade