Bolsonaro terá de apresentar teste ou comprovante de vacina para entrar na posse de Mendonça

Resolução do STF não prevê exceções; cerimônia está marcada para o dia 16 de dezembro, às 16 horas

  • Por Jovem Pan
  • 04/12/2021 08h12
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOPalácio do Planalto impôs sigilo de cem anos ao cartão de vacinação do presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) terá que apresentar teste negativo ou comprovante de vacinação contra a Covid-19 para participar da posse de André Mendonça no Supremo Tribunal Federal (STF). Essa regra está valendo desde outubro na volta das atividades presenciais da Corte. Todos que entram no prédio devem apresentar comprovantes de vacinação. Ou, sem isso, um teste negativo realizado pelo menos três dias antes. Como o Palácio do Planalto impôs sigilo de cem anos ao cartão de vacinação do presidente, ele precisaria apresentar o resultado de um teste rápido ou RT-PCR. A resolução do STF não prevê exceções. Entretanto, no fim de novembro, para receber a medalha de mérito legislativo, Bolsonaro entrou na Câmara dos Deputados, onde também há exigência do de imunização, sem apresentar o documento. A cerimônia de posse de Mendonça no STF está marcada para o dia 16 de dezembro.

*Com informações da repórter Katiuscia Sotomayor