Em almoço com empresários, Bolsonaro reforça aproximação com Paulo Skaf

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2020 07h27 - Atualizado em 04/02/2020 08h12
FLAVIO CORVELLO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO presidente Jair Bolsonaro e Paulo Skaf almoçaram na sede da Fiesp, nesta segunda, 03

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, rebateu críticas do apoio político da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, ao governo de Jair Bolsonaro.

“A Fiesp não deve, e nunca se meteu em política partidária. Mas a Fiesp tem sim, e se mete, na política de desenvolvimento do país, de boa educação. Em tudo aquilo que faça bem a população brasileira. A agenda do senhor, presidente Bolsonaro e do seu governo, coincide com a agenda que nós sempre defendemos. Por essa razão, estamos apoiando sim o seu governo claramente, não por questão partidária ou política, até porque isso nunca passou dentro desta casa.”

Mas Jair Bolsonaro se sentiu em casa. “O Paulo Skaf já conseguiu um emprego no meu governo: porta-voz! Ele me deixou sem discurso, tocou em todos os pontos que são importantes e que têm feito a diferença no Brasil.”

Falando para uma plateia de empresários, o presidente garantiu que a economia no Brasil já deu certo. Ele prometeu acelerar a tramitação das reformas em Brasília e retirar o peso do Estado junto ao setor produtivo.

“O Brasil já deu certo. Nós vamos agora, aproveitar o êxito, obviamente. Buscar ir mais fundos nas reformas, de forma que, cada vez mais, os senhores se vejam livres do peso do Estado. O Estado tem que se fazer presente para mediar algumas coisas, não dificultar a vida de quem quer produzir no nosso país.”

Bolsonaro prometeu rever Normas Regulatórias que geram multas aos empresários. Segundo o presidente, ele pretende reduzir em 95% as mais de 3 mil existentes.

* Com informações do repórter Marcelo Mattos.