Brasil desmatou o equivalente a 500 mil campos de futebol nos últimos 11 meses, diz Imazon

Segundo os pesquisadores, 61% da devastação registrada no período foram em terras privadas ou disputa de posse

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2021 11h23
Tiago Queiroz/Estadão ConteúdoA maior taxa de desmatamento anual na Amazônia foi registrada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 2008

O desmatamento entre agosto do ano passado e junho deste ano acabou com mais de 5.500 km² de floresta. A área equivale a 500 mil campos de futebol. O Brasil teve a maior taxa de desmatamento no primeiro semestre registrada na última década. Os dados são do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Segundo os pesquisadores, 61% da devastação registrada no período foram em terras privadas ou disputa de posse. Cerca de 22% foram em assentamentos, 13% em unidades de conservação e 2% em terras indígenas. A maior taxa de desmatamento anual na Amazônia foi registrada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 2008, quando foram derrubadas 12.911 km² de floresta. A segunda pior marca foi no ano passado, com 10 mil km² devastados. Só em junho, a Amazônia perdeu quase mil km², uma área equivalente a três cidades do tamanho de Fortaleza. Mais da metade da distribuição se concentra no Pará e no Amazonas. Além do desmate, outra área que equivale a 500 mil campos de futebol pode ser destruída pelas queimadas, comuns nesta época do ano. O alerta é do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam).

*Com informações do repórter Victor Moraes