Briga termina com modelo morta e delegado instrutor de tiro baleado no ABC Paulista

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2020 06h28
Reprodução G1Segundo a versão de Paulo Bilynskyj, que gravou um vídeo na cama do hospital, ele e Priscila discutiram na noite anterior

A polícia investiga o que aconteceu no apartamento do policial civil que estava com mulher em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Paulo Bilynskyj, de 33 anos, foi encontrado baleado junto com a modelo Priscila Delgado, de 27 anos, morta com um tiro nesta quarta-feira (20).

A modelo Priscila Delgado foi encontrada com a marca de um tiro. Já Paulo está internado e se recupera bem no hospital Marcio Covas em Santo André, também na região do ABC.

Até o momento, a Polícia trabalha com duas hipóteses: a de um feminicídio ou de uma tentativa de homicídio por parte da mulher.

Segundo a versão de Paulo Bilynskyj, que gravou um vídeo na cama do hospital, ele e Priscila discutiram na noite anterior e, na manhã desta quarta, no momento em que ele saiu do banheiro, a modelo estava com uma das armas dele em punho e iniciou os disparos.

Paulo Bilynskyj afirmou que foi atingido e correu para pedir ajuda ao vizinho, que não abriu a porta. Ele, então, teria descido pelo elevador até o hall do prédio, onde foi encontrado caído. Segundo o delegado, a mulher teria se suicidado no apartamento.

No entanto, a hipótese de o policial civil ter matado a modelo não está descartada. Paulo Bilynskyj é conhecido nas redes sociais por defender a liberação do porte de armas como defesa pessoal. Ele tem mais de 260 mil seguidores no Instagram.

Além de delegado e de instrutor de tiros, ele é professor em uma escola de cursos preparatórios.

*Com informações do repórter Leonardo Martins