Britânicos armam esquema de contingência com medo do Brexit

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 27/07/2018 11h44
EFE/Hayoung JeonBurocracia tem se mostrado intransponível nas relações do Brexit

O país já discute se este será o novo normal, devido às mudanças climáticas, e o que fazer pra adaptar a estrutura do país à este calorão.

Se no Brasil pouca gente tem aquecedor, aqui quase ninguém tem ar condicionado e as casas são planejadas para reter calor, não dissipá-lo.

Andar de metrô em Londres foi uma provação nos últimos dias, já que o bafo no subterrâneo era ainda mais insuportável.

Mas se a Grã Bretanha não está preparada para o calor, o governo do país arma um esquema de contingência para outro problema – esse indiscutivelmente causado pela ação humana: o Brexit.

Durante a semana a primeira-ministra, Theresa May, tentou tranquilizar a população afirmando que o governo dela já está inclusive se planejando para estocar comida, para evitar possíveis desabastecimentos com o divórcio europeu em março do ano que vem.

Acontece que hoje os supermercados do país informam que o plano simplesmente não existe, e que estocar comida agora não seria viável.

O fato é que a discussão mostra em que pé as coisas estão. A chance de um divórcio litigioso é debatida abertamente pelos dois lados e as consequências são imprevisíveis.

Theresa May viaja nesta sexta-feira para a Áustria para se encontrar com o chanceler local, Sebastian Kurz, e o primeiro-ministro tcheco, Andrej Babis.

A estratégia agora é tentar uma solução política, porque a burocracia tem se mostrado intransponível.

O Brexit domina o noticiário britânico nos últimos meses e o país vive a angústia de ver o calendário correndo sem ter ideia de como a vida será nesta ilha a partir do ano que vem.