Brumadinho: Kajuru busca assinaturas para CPMI e pede que diretoria da Vale ‘beba água do Rio Doce’

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2019 09h14
Jefferson Rudy/Agência SenadoO senador fez a proposta nesta quarta-feira (13) de uma CPI Mista para que se apure o caso de Brumadinho

“Diretores da Vale deveriam tomar a água do Rio Doce e não as de supermercados”. A afirmação foi feita pelo senador Jorge Kajuru (PSB) em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã.

O senador fez a proposta nesta quarta-feira (13) de uma CPI Mista (CPMI) para que se apure o caso de Brumadinho, quando uma barragem rompeu e deixou centenas de vítimas em Minas Gerais. “Fiz essa proposta, consegui 25 assinaturas e vou tentar mais duas. Tem que ser mista [a CPI] porque lá não foi tragédia, foi um crime. Estou fazendo um ofício”, disse.

Ressaltando que não é ironia, Kajuru disse que a diretoria da mineradora Vale deveria beber a água do Rio Doce, porque “certamente o problema do meio ambiente seria resolvido”. Ele decretou ainda que a diretoria é assassina.

Sobre as duas assinaturas restantes (são necessárias 27 para a criação de uma CPI), Kajuru avaliou que as conseguirá e disse que irá procurar os senadores Paulo Paim (PT) e José Reguffe (sem partido). “Aqui você tem que ir naquele que tem certeza que não vai negar assinar”.

CPI da Toga

Questionado sobre a falta de assinaturas para a abertura de uma CPI que investigaria o “ativismo judicial” nos tribunais superiores, o senador afirmou que “ela vai voltar com mais força”.

Relembrando um comentário de Marco Antonio Villa sobre os gastos do Judiciário com auxílios-moradia e demais benesses, ele acrescentou: “fico pensando quando o STF vai usar o auxílio-funeral”.

Confira a entrevista completa com o senador Jorge Kajuru: