Cadeia onde bilionário acusado de abuso morreu não estaria regular

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2019 07h15
EFEJeffrey Epstein foi encontrado morto no sábado (10), dentro da própria cela

O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, disse nesta segunda-feira (12) que havia graves irregularidades na prisão federal na cidade de Nova York onde o milionário Jeffrey Epstein morreu.

Segundo o jornal The New York Times, os dois guardas do Correctional Metropolitan Center, em Manhattan, deveriam passar na cela do milionário a cada 30 minutos, mas o procedimento não foi cumprido

Jeffrey Epstein foi encontrado morto no sábado (10), dentro da própria cela. Ele estava preso por acusações de crimes ligados a tráfico sexual.

O milionário já tinha se declarado culpado em um outro caso de abuso sexual em 2008, no estado da Florida, quando admitiu ter pago uma adolescente pra fazer sexo com ele.

*Com informações do repórter Victor Moraes