Caiado defende validade imediata de regras da reforma da Previdência a Estados e municípios

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2019 09h40
Jefferson Rudy/Agência Senado“Goiás chega a 83% de toda a receita mensal do Estado consumida com folha de pagamento”, relembrou

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, se reuniu com o ministro da Economia, Paulo Guedes, neste fim de semana e, na saída, declarou que as regras da reforma da Previdência terão validade imediata para funcionários públicos de Estados e municípios.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, Caiado justificou que os Estados são os maiores empregadores e não têm o poder de emitir títulos. “Então, fica a nós remanescente esse passivo da Previdência como outros vandalismos administrativos como o não pagamento de folhas e empenhos cancelados de obras feitas. Neste momento, é importante que o que for aprovado tenha condições de ser aplicado a Estados e municípios”, disse.

Segundo o governador, o Estado de Goiás tem pagamento de R$ 500 milhões ao mês a aposentados e pensionistas, dos quais R$ 200 milhões têm de ser repassados direto ao Tesouro estadual. “Isso está inviabilizando o Estado junto com outras dívidas acumuladas” por conta do populismo, de acordo com Caiado.

“Goiás chega a 83% de toda a receita mensal do Estado consumida com folha de pagamento”, relembrou.

Ainda sem muitos detalhes, a reforma da Previdência terá impacto nos Estados se forem destacados pontos como a necessidade de alíquota extraordinária, a securitização, a antecipação de verba por parte do Governo em parte do imposto de renda e ainda a atenção com o tratamento dos gastos.

“Conversei com Paulo Guedes, ele é objetivo, direto, tem coragem de assumir posições e tem conteúdo. É o momento de meu partido, o DEM, assumir posição. Sempre foi esse o programa de partido. Temos que sair da posição de acomodação. É hora de assumir esse desgaste de explicar ao povo. Se deixar como está vai para um colapso generalizado”, finalizou.

Confira a entrevista completa com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado: