Caixa anuncia seis meses de carência em novos financiamentos imobiliários

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2020 06h56 - Atualizado em 10/04/2020 08h27
EFE/ Joédson AlvesO presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, Luiz França, afirma que 80% das construtoras estão mantendo suas obras

A Caixa autorizou seis meses sem pagamento de prestações para novos contratos imobiliários às pessoas físicas. A decisão faz parte das medidas para injetar R$ 43 bilhões no setor, também no apoio aos empresários, com o compromisso de evitar demissões.

A carência para os contratos antigos será de três meses, mas a Caixa estuda elevar para quatro meses. É o que explica o vice-presidente de Habitação, Jair Mahl. “Você pode mudar de casa, tanto Minha Casa Minha Vida quanto para renda média, e damos seis meses de carência para imoveis novos. São medidas que estarão no ar a partir de segunda.”

O presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, Luiz França, afirma que 80% das construtoras estão mantendo suas obras, com medidas sanitárias aos trabalhadores, e o anúncio da Caixa irá abastecer a cadeia produtiva do setor. “É muito importante para nós que tenhamos pessoas continuem adquirindo apartamentos e casas.”

A Caixa recomenda seus canais digitais, internet, aplicativos para celulares e seus telefones para renegociação dos contratos. A instituição também anunciou a utilização da conta vinculada ao FGTS, para pagamento de parte da prestação nos contratos.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos