Caixa corta juros do crédito imobiliário; valores devem cair conforme Selic

  • 09/10/2019 06h53
Marcelo Camargo/Agência BrasilRedução nos juros, no entanto, não se aplica para financiamentos com correção da inflação

As taxas de juros das linhas de crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal estão um ponto percentual mais baixas. A partir de agora, o banco passa a utilizar dinheiro da poupança para cobrar de 7,5% a 9,5%, mais a taxa referencial (TR), para financiamento de imóveis residenciais.

A redução se aplica a créditos com saldo devedor atualizado pela taxa referencial no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). Além de dar oportunidades ao cidadão, a expectativa é que a medida sirva como um verdadeiro multiplicador econômico para todo o setor da construção civil no país.

Como explica o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a ideia é ir adequando as taxas à Selic, que vem sendo reduzida pelo Banco Central (BC). “O que a gente está fazendo hoje é decorrência das últimas reduções, nós temos, sim, análise, ou seja: se o Banco Central continuar reduzindo, há espaço, sim, para maiores reduções na TR.”

Para quem optou por financiar um imóvel na Caixa com correção da inflação, a taxa continua entre 2,95% e 4,95% ao ano, mais a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Esses valores não foram alterados nesta semana.

O fato é que a queda de juros da Caixa segue o movimento realizado nas últimas semanas pelos concorrentes Itaú, Bradesco e Banco do Brasil, que também cortaram as taxas de financiamento imobiliário.

*Com informações do repórter Antonio Maldonado