Câmara tenta votar nesta semana projeto de reoneração das folhas de pagamento

  • Por Jovem Pan
  • 02/04/2018 06h17 - Atualizado em 02/04/2018 06h18
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosA matéria é vista como importante pelo Governo para aumentar a arrecadação federal e destinar recursos para a intervenção no Rio de Janeiro

A Câmara vai tentar, mais uma vez, votar o projeto de reoneração das folhas de pagamento nesta semana. A matéria é vista como importante pelo Governo para aumentar a arrecadação federal e destinar recursos para a intervenção no Rio de Janeiro.

O projeto aumenta o imposto previdenciário sobre empresas de determinados setores da economia. Hoje, mais de 50 deles são livres de pagar.

Os deputados buscam um consenso: a versão atual da proposta mantém entre 15 e 20 setores desonerados, mas o Governo queria apenas quatro.

O relator, deputado Orlando Silva (PCdoB), ainda busca uma versão final. A oposição obstrui os trabalhos, pois é contra o repasse de parte do dinheiro para a intervenção no Rio.

O vice-líder do Governo, deputado Darcísio Perondi (MDB), cobrou uma postura diferente da oposição: “ela obstrui, não permite acordo. Vi o relator dizendo que o Governo tinha de pôr gente para votar. Mas se ele é relator, ele tem que chamar”.

Também está na pauta o projeto que regulamenta o lobby. O texto define a atividade como grupos de pressão ou de interesse que atuam junto a órgãos da administração pública.

Os deputados também podem votar a proibição do casamento infantil abaixo dos 16 anos em qualquer hipótese e a liberação de licença-maternidade de cinco dias a avô ou avó caso a criança tenha pai desconhecido.

*Informações do repórter Levy Guimarães