Candidato à reeleição em SP, França faz aceno aos policiais militares

  • Por Jovem Pan
  • 16/10/2018 08h09
Felipe Rau/Estadão ConteúdoNesta segunda-feira (15), o governador participou de solenidade do aniversário de 48 anos das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar

O candidato à reeleição ao governo de São Paulo pelo PSB, Márcio França, disse que o salário não é o mais importante para policiais militares.

Nesta segunda-feira (15), o governador participou de solenidade do aniversário de 48 anos das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar. Após o evento da Rota, França destacou esforços feitos para prestigiar a tropa: “todo mundo da Polícia Militar sabe que boa parte dela, ou a grande maioria, reconhece o esforço que fiz nesses meses de prestigiar a tropa. A gente não tinha condição de mexer em salário, mas salário não é o mais importante. Policial tem essa vocação, essa medalha que eles recebem têm importância”.

A legislação eleitoral proíbe que um governador conceda reajuste salarial acima da inflação para servidores públicos seis meses antes da eleição. O aumento só pode ser dado no dia primeiro de janeiro do ano seguinte.

Questionado sobre o recebimento de apoio no segundo turno, Márcio França defendeu o posicionamento dos ex-adversários: “a gente tem unido as pessoas. Skaf, o major Costa e Silva. Todos os candidatos têm se deslocado na nossa direção. Se eles vêm, é porque de alguma forma a gente consegue unir mais”.

Márcio França pontuou ainda que o Estado deve contribuir para unificar o Brasil. Ele ainda concedeu entrevistas à TV Globo e ao Roda Viva, da TV Cultura, após receber apoio oficial do PDT na corrida pelo Governo de São Paulo.

Nesta terça-feira (16), o candidato à reeleição cumpre agenda no interior paulista.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Matheus Meirelles