Candidato ao governo de SP, Major Costa e Silva é alvo de atentado a tiros

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2018 05h58 - Atualizado em 04/10/2018 08h08
ReproduçãoNo momento do ataque, na noite desta quarta-feira (03), o candidato pelo Democracia Cristã estava acompanhado de seu coordenador de campanha, Capitão Hamilton da Silva Munhoz

Candidato ao governo de São Paulo pelo Democracia Cristã, Major Costa e Silva é alvo de atentado a tiros. No momento do ataque, na noite desta quarta-feira (03), o candidato pelo Democracia Cristã estava acompanhado de seu coordenador de campanha, Capitão Hamilton da Silva Munhoz, que chegou a ser atingido por um disparo, mas foi salvo pelo colete balístico.

Eles foram surpreendidos pelos criminosos na Estrada da Cooperativa, município de Ribeirão Pires, região metropolitana de São Paulo, quando retornavam de um ato de campanha em Mauá, no Grande ABC.

Motoqueiros emparelharam com o veículo do Major Costa e Silva, um Mitsubishi Pajero, e passaram a atirar.

O capitão Munhoz sacou a arma que carregava consigo e também atirou, mas não conseguiu atingir os suspeitos. Na tentativa de escapar dos tiros, ele acabou perdendo o controle da direção. “Eu virei o carro para que cessasse os tiros e a pessoa que estava dando o tiro não passasse e joguei o carro pra minha direita. O carro veio a capotar e caiu dentro de um lago”, contou.

Munhoz acredita que havia mais de uma moto envolvida na emboscada e conta que por pouco não foi ferido por um dos disparos: “como meu vidro estilhaçou eu não consegui visualizar, mas pelo barulho eram dois distintos, eram duas motos. O tiro pegou, faltava um dedo para pegar fora do colete”.

Daniela Carolina Costa e Silva, mulher do candidato da Democracia Cristã ao governo de São Paulo, também acredita que o major e seu assessor foram alvos de uma tentativa de homicídio premeditada: “na minha opinião realmente foi atentado, porque eles já tinham falado que haviam recebido algumas ligações de ameaça”.

Após o capotamento, o Major Costa e Silva e seu coordenador de campanha ao governo de São Paulo conseguiram sair do veículo, que ficou submerso em um córrego, após disparar contra os vidros.

Com escoriações, eles foram socorridos ao Hospital Santa Helena, em Santo André, e passam bem.

O local do crime foi preservado pela Polícia, para a realização de perícia, e o caso foi registrado na delegacia de Ribeirão Pires.

Atualização sobre o atentado ao Major Costa e Silva, candidato ao governo de São Paulo:Fotografias do veículo retirado…

Publicado por Major Costa e Silva 27 em Quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore