Candidatos à Presidência criticam postura do Governo diante da crise na fronteira com a Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 21/08/2018 06h48
EFENo sábado (18), cidadãos brasileiros atacaram venezuelanos depois que um comerciante foi assaltado e agredido por imigrantes

Presidenciáveis condenam ataques à imigrantes venezuelanos e pedem medidas humanitárias para resolver a situação.

Nesta segunda-feira (20), durante evento em São Paulo, candidatos ao Planalto comentaram sobre os episódios do último fim de semana. No sábado (18), cidadãos brasileiros atacaram venezuelanos depois que um comerciante foi assaltado e agredido por imigrantes.

Diante da crise, o governo de Roraima pediu ao Supremo Tribunal Federal a suspensão da passagem de estrangeiros na fronteira.

Candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin criticou o populismo fiscal instaurado na América Latina. O tucano ressaltou a tradição humanitária do Brasil de receber pessoas de fora.

O candidato do PDT, Ciro Gomes, lamentou a reação dos brasileiros contra os venezuelanos no fim de semana. O pedetista destacou que é dever do Governo Federal dar um destino digno aos imigrantes venezuelanos.

O candidato do MDB à Presidência, Henrique Meirelles, cobrou uma política que enfrente o regime da Venezuela. O ex-ministro da Fazenda afirmou que é preciso transferir os imigrantes para locais com maior infraestrutura.

Candidata da Rede, Marina Silva apontou que os últimos Governos têm responsabilidade pela crise na fronteira. Ela cobrou a criação de uma coalizão entre países para ajudar os refugiados venezuelanos.

Candidato do PSOL à Presidência, Guilherme Boulos ressaltou que o Planalto precisa agir. Ele defendeu a lei de imigração no Brasil como um exemplo internacional de defesa aos direitos humanos.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, reafirmou que o fechamento da fronteira é impensável. Apesar dos episódios do fim de semana, a Prefeitura de Pacaraima destaca que, só no domingo, cerca de 850 venezuelanos entraram no Brasil.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Matheus Meirelles