Candidaturas de parlamentares fracassam no 1º turno das eleições municipais

Ao todo, 51 dos 68 parlamentares que concorriam foram derrotados logo no primeiro turno

  • Por Jovem Pan
  • 17/11/2020 07h49
Tiago Hardman/Futura Press/Estadão ConteúdoApenas um dos 68 parlamentares do Congresso Nacional que se candidataram a prefeito neste ano se elegeu no último domingo, 15

Apenas um dos 68 parlamentares do Congresso Nacional que se candidataram a prefeito neste ano se elegeu no último domingo, 15. Foi o deputado Alexandre Serfiotis, do PSD, prefeito eleito de Porto Real, no Rio de Janeiro. Outros 13 congressistas vão disputar o segundo turno, sendo seis em capitais: os deputados João Campos, do PSB,  e Marília Arraes, do PT, vão se enfrentar em Recife; Capitão Wagner, do PROS, candidato em Fortaleza; Edmilson Rodrigues, do PSOL, que concorre em Belém; JHC, do PSB, em Maceió e Eduardo Braide, do Podemos, na disputa em São Luís. Já o senador Vanderlan Cardoso, do PSD, concorre em Goiânia.

Dois deputados se elegeram vice-prefeitos e outros dois avançaram nas disputas municipais como postulantes a vice, como a deputada Luiza Erundina, do PSOL, candidata a vice-prefeita de São Paulo. Por outro lado, 51 dos 68 parlamentares que concorriam foram derrotados logo no primeiro turno. O número de vitórias de deputados em primeiro turno foi menor neste ano em comparação à eleição de 2016, quando nove se elegeram prefeitos ou vice e outros dezesseis avançaram ao segundo turno.

*Com informações do repórter Levy Guimarães