Capitalização da Eletrobras fica para 2020, diz presidente

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2019 08h29
Marcelo Camargo/Agência BrasilNo segundo trimestre de 2019 a Eletrobras teve um lucro de mais de R$ 5,5 bilhões e um crescimento de mais de 300% em relação ao mesmo período de 2018

A capitalização da Eletrobras ficou para 2020. A nova previsão foi feita nesta terça-feira (13) pelo presidente da companhia, Wilson Ferreira Júnior, após detalhar os resultados positivos do balanço do segundo trimestre de 2019. Neste período a Eletrobras teve um lucro de mais de R$ 5,5 bilhões e um crescimento de mais de 300% em relação ao igual período de 2018.

O processo de capitalização da companhia vem se arrastando desde o governo de Michel Temer e agora o Congresso Nacional está focado em outras discussões, como a conclusão da reforma da Previdência, o início do debate da reforma trabalhista e a indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixador nos Estados Unidos.

Wilson Ferreira Júnior acredita que o mais viável é pensar no processo de emissão de ações dentro do âmbito da capitalização da Eletrobras a partir de fevereiro de 2020.

Dando sequência ao processo de enxugamento da Eletrobras, a empresa deve concluir entre outubro e novembro a venda em 39 SPEs, participações acionárias que ela tem em outras companhias.

Houve manifestação de interesse pelos seis lotes que englobam essas 39 SPEs, que foram colocadas a venda pela primeira vez em 2018. Até o fim do ano a Eletrobras pretende colocar na rua a concorrência para escolha de um sócio para conclusão da obra de Angra 3, paralisada desde 2015.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga