Caravana de hondurenhos rumo aos EUA continua firme e Trump reage com ameaças

  • Por Jovem Pan
  • 23/10/2018 06h49
EFEExaustos, milhares de hondurenhos ainda acreditam no sonho de chegar a América para fugir da pobreza

Andar não é problema quando se tem um objetivo e esse objetivo vai ficando cada vez mais perto além de ser a única esperança de um povo.

Exaustos, milhares de hondurenhos ainda acreditam no sonho de chegar a América para fugir da pobreza. Os imigrantes vão recebendo água e comida de voluntários ao longo do trajeto. Há duas semanas a caravana saiu de San Pedro Sula, em Honduras, cruzou a Guatemala no final de semana e segue em direção a Tijuana na fronteira do México com os Estados Unidos.

Há famílias inteiras e muitos bebês de colo. Nesta segunda-feira (22), Donald Trump disse que se trata de uma emergência nacional e que vai cortar a ajuda financeira a Guatemala, Honduras e El Salvador.

Além disso, o presidente norte-americano afirmou que esses países nunca fizeram nada pelos Estados Unidos e que no meio de tantos imigrantes, pode haver criminosos e desconhecidos do Oriente Médio.

De acordo com dados da Organização Internacional de Migração, mais de sete mil pessoas formam a caravana rumo aos EUA.

*Informações do repórter Victor Moraes