Carro quebra na Maré e militares à paisana escapam de bandidos

  • Por Jovem Pan
  • 18/05/2018 09h08 - Atualizado em 18/05/2018 09h37
EFE/MARCELO SAYÃOTanques militares durante ocupação do Complexo da Maré em 2017

Dois militares passavam em um carro descaracterizado pela entrada da favela da Vila do João, no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (17), quando houve uma pane no veículo.

Traficantes da região abordaram militares à paisana. Preocupados, uma vez que havia armas e identificação no carro, eles fugiram a pé e saíram ilesos.

Depois, foi necessária uma pequena ação conjunta da Polícia e Militar para recuperar, com sucesso, o carro e os pertences dos dois agentes de segurança.

Policiais baleados

No bairro da Urca, um delegado aposentado da Polícia Civil, Evandro José Reis, de 70 anos, foi abordado por bandidos na entrada do Iate Clube. Ele reagiu e foi baleado.

A filha, Lívia José, que o acompanhava, também foi ferida a balas. A neta do policial também estava no carro, mas saiu incólume. Evandro e Lívia estão internados.

Já um policial militar foi baleado em uma tentativa de assalto em Nova Iguaçu, na baixada fluminense e morreu nesta madrugada.

Outros dois policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de Manguinhos foram baleados na manhã desta sexta. Eles perseguiram suspeitos em uma moto, que atiraram e fugiram. Eles foram baleados na perna, foram internados, mas passam bem.

Com informações são do repórter Jovem Pan Rodrigo Viga ao Jornal da Manhã: