Caso de adolescente baleado na Favela da Maré terá nova reconstituição

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2018 07h57
Fernando Frazão/Agência BrasilO objetivo é tentar identificar de onde partiu a bala que atingiu o menino pelas costas. Ele foi socorrido, passou por cirurgia, mas horas depois não resistiu

Uma nova reconstituição envolvendo a morte do adolescente Marcos Vinícius da Silva, que morreu depois de ser vítima de uma bala perdida durante confronto entre policiais e traficantes no complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, vai ser realizada pela Polícia, provavelmente, na semana que vem.

O objetivo é tentar identificar de onde partiu a bala que atingiu o menino pelas costas. Ele foi socorrido, passou por cirurgia, mas horas depois não resistiu.

Este foi um dos principais temas de um encontro nesta segunda-feira (25) entre o chefe da Polícias Civil do RJ, parlamentares, ONGs e instituições nacionais e internacionais, entre elas a Anistia Internacional.

A representante da “Redes da Maré”, uma ONG que atua no complexo de favelas, Eliana Souza e Silva, disse que o delegado demonstrou boa vontade em atender às demandas dos moradores da comunidade: “o chefe de Polícia Civil se mostrou aberto, pontuou que esta foi a primeira reunião feita pela sociedade civil e saímos com reuniões agendadas”.

A mãe do adolescente morto prestou depoimento à Polícia nesta segunda-feira (25).

*Informações do repórter Rodrigo Viga