‘Caso do presidente Lula pertence ao meu passado’, diz Moro

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2019 07h04 - Atualizado em 08/02/2019 08h52
Aloisio Mauricio/Estadão ConteúdoSergio Moro foi o responsável pela primeira condenação de Lula no caso do triplex do Guarujá

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, declarou que o caso do ex-presidente Lula pertence ao seu passado. Durante um evento em São Paulo, o ex-juiz federal disse que não faria comentários sobre a nova condenação do petista na Lava Jato: “o caso do presidente Lula pertence ao meu passado”.

Sergio Moro foi o responsável pela primeira condenação de Lula no caso do triplex do Guarujá. Na época, o então magistrado o sentenciou a 9 anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

A pena foi aumentada para 12 anos e um mês pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região.

A segunda condenação do ex-presidente foi decretada na última quarta-feira (06) pela substituta de Moro, a juíza Gabriela Hardt, no caso do sítio de Atibaia. Na decisão, a magistrada considerou que a família de Lula usou o imóvel como se fosse dona.

Para o jurista Modesto Carvalhosa, a sentença foi justa: “ele, na posse óbvia do imóvel, pediu aos empreiteiros que tornasse aquilo um lugar superaprazível”.

Em delação premiada, o ex-ministro Antônio Palocci declarou que Lula sabia que seria alvo da 24ª fase da Operação Lava Jato. No depoimento, Palocci declarou que em 2016 o ex-presidente perguntou se ele poderia assumir o pagamento das reformas feitas no sítio de Atibaia. O ex-ministro relatou ainda que na época negou por achar que a polícia descobriria.

Lula foi condenado a doze anos e onze meses de prisão. A defesa do ex-presidente afirma que vai recorrer da decisão. O petista já cumpre pena, desde abril do ano passado, na sede da Polícia Federal em Curitiba.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto