Casos de Aids em mulheres paulistas caem 50% em dez anos

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2018 06h21
Reprodução/YoutubeIsso é o que mostra o balanço do Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP, da Secretaria de Estado da Saúde

Em dez anos, no período entre 2007 e 2016, o Estado de São Paulo registrou queda de 50% nos casos de Aids no público feminino. Isso é o que mostra o balanço do Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP, da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado nesta terça-feira (11).

Em 2007, 3.030 mulheres foram diagnosticadas com Aids em SP. Esse número caiu para 1.707 em 2016. Por faixa etária, entre as mulheres, houve aumento apenas entre as idosas de 60 a 69 anos, com subida de 103 para 136 casos positivos, ou seja, 32% no período.

A tendência de queda também foi apresentada no público masculino. De acordo com o estudo da Secretaria, casos de Aids entre homens diminuíram 7%, com uma redução de 5.465 casos para 5.087, na década.

No entanto, entre os homens, houve crescimento de 167% entre adolescentes de 15 a 19 anos, com salto de 43 para 115 casos. Também houve alta entre jovens de 20 a 24 anos, de 303 para 584 casos, aumento de 93%.

Em relação a óbitos, os números também apontam queda. A diminuição foi de 23%, caindo de 3.264 mortes em 2007 para 2.508 em 2016.

Segundo a Secretaria, cerca de metade das mortes por Aids em São Paulo são ligadas ao diagnóstico tardio. Isso pode ser evitado com a realização da testagem, que não tem custo e está disponível em toda a rede pública de saúde. Em caso de dúvidas é possível ter orientações pelo Disque DST/Aids. O número é 0800 162 550. A ligação é grátis.

*Informações do repórter Fernando Martins