Celso de Mello decide nesta sexta sobre sigilo de vídeo da reunião ministerial

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2020 06h12
Marcos Corrêa/PRBolsonaro fez um apelo ao ministro Celso de Mello para que não autorize a divulgação na íntegra do vídeo

O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello decide até às 17h desta sexta-feira (22) sobre a liberação parcial ou total do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril.

O encontro foi citado pelo ex-ministro Sergio Moro no depoimento em que ele indica interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

Trechos da fala do presidente na ocasião, transcritos pela Advocacia-geral da União, mostram o presidente reclamando da falta de informações da PF e indicando que poderia interferir.

Durante transmissão ao vivo nesta quinta-feira, numa rede social, Bolsonaro fez um apelo ao ministro Celso de Mello para que não autorize a divulgação na íntegra do vídeo.

A gravação é considerada peça chave do inquérito aberto a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, para investigar as declarações de Moro. Tanto a AGU quanto a PGR defendem a liberação apenas parcial do conteúdo.

Já a defesa do ex-ministro Sergio Moro quer a divulgação na íntegra da gravação.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni