Celulares irregulares de 15 Estados passam a receber alertas de bloqueio

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2019 06h40
PixabayNesta etapa, serão afetados os dispositivos piratas dos Estados do Nordeste, Minas Gerais, São Paulo, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima

A partir desta segunda-feira (07), celulares irregulares em 15 Estados começam a receber alertas de bloqueio. Os aparelhos que receberem as mensagens serão bloqueados no dia 24 de março pela Anatel.

Nesta etapa, serão afetados os dispositivos piratas dos Estados do Nordeste, Minas Gerais, São Paulo, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima.

Os celulares irregulares não têm selo da Agência que indica a certificação e garante a compatibilidade com as redes de telefonia brasileiras. Dispositivos sem a certificação podem aquecer, dar choques, emitir radiação e até explodir.

O presidente da Teleco garantiu que é uma mudança importante, mas que tem alcance limitado. Eduardo Tude explicou que a iniciativa da Anatel tem dois objetivos principais.

O usuário que quiser verificar a situação do próprio aparelho pode discar *#06#. No visor, será possível ver 15 algarismos e comparar com os números de IMEI do aparelho. Se não forem iguais, o telefone pode ser ilegal, clonado, adulterado ou roubado.

Mais dois alertas serão enviados para os celulares piratas até o dia anterior ao bloqueio. O usuário pode procurar a empresa ou a pessoa que realizou a venda do aparelho e buscar os direitos como consumidor.

Esta é a terceira etapa de bloqueios realizada pela Anatel. Celulares irregulares nos outros 12 Estados brasileiros já foram bloqueados.

Somente no Distrito Federal e em Goiás, as primeiras unidades federativas a receberem os alertas, mais de 108 mil celulares irregulares foram bloqueados.

*Informações da repórter Nanny Cox