Celulares pré-pagos com cadastro desatualizado serão bloqueados a partir desta segunda

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2019 07h01
Rafael Neddermeyer/ Fotos PúblicasO projeto Cadastro Pré- Pago, da Anatel, começou em abril, quando houve o bloqueio de linhas com prefixo 62 em Goiás

As linhas de celulares pré-pagos que não tiverem o cadastro atualizado serão bloqueadas a partir desta segunda-feira (18) pela Anatel, a Agência Nacional de Telecomunicações.

A interrupção do sinal vai acontecer em 17 estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe e São Paulo.

Mas, segundo a Anatel, o corte deve afetar pouca gente. Isso porque menos de 1% dos 91 milhões de celulares pré-pagos registrados nessas regiões possui alguma pendência no cadastro.

De acordo com a agência, o objetivo dos bloqueios é garantir que as informações dos celulares estejam corretas e atualizadas, já que isso evita fraudes – como números associados indevidamente a CPFs.

O usuário que tiver a linha interrompida terá que atualizar os dados em um dos canais de atendimento oferecidos pela operadora. Ele terá que dizer o nome completo e o endereço com o número do CEP.

No caso de pessoa física, será preciso informar o número do CPF e, para pessoas jurídicas, o CNPJ.

Ao longo dos últimos meses, os proprietários receberam avisos sobre a necessidade de atualização. O projeto Cadastro Pré- Pago, da Anatel, começou em abril, quando houve o bloqueio de linhas com prefixo 62 em Goiás.

Depois, a partir de agosto, foram incluídos o Distrito Federal e os estados de Acre, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Santa Catarina, Tocantins – além das regiões abrangidas pelos códigos 61 e 64, em Goiás.

Segundo a Anatel, a implementação do programa continua em 2020, com o lançamento do Portal de Consulta de Linhas por CPF, previsto para o dia 6 de janeiro.

*Com informações do repórter Vitor Brown