Centrão assume comando da reforma da Previdência na Câmara e pode ser entrave para o Governo

Quando falou em economia de R$ 800 bi, o presidente Jair Bolsonaro já contabilizava mudanças

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2019 07h31
Marcelo Camargo/Agência BrasilO Centrão está no comando e quer aprovar o projeto, mas no seu tempo e no seu conteúdo

O Governo perdeu o controle da reforma da Previdência no Congresso, mas isso não significa derrota total. O Centrão está no comando e quer aprovar o projeto, mas no seu tempo e no seu conteúdo, e não no da equipe econômica.

Quando falou em economia de R$ 800 bilhões e não de R$ 1 trilhão, o presidente Jair Bolsonaro já contabilizava mudanças que serão feitas com vetos, dificuldades para aprovar o BPC e aposentadoria rural.

O presidente da comissão especial na Câmara, Marcelo Ramos, é do PR e já adiantou que se não atrapalhar, o presidente da República já ajuda. O relator Samuel Moreira, tem a reforma da Previdência como defesa pessoal, real e ideológica, mas com projeto próprio já antecipado pelo PSDB.

É neste cenário que o Governo prepara campanha onde vai investir R$ 400 milhões em publicidade e tentar convencer sobre a necessidade da reforma e que este não prejudica os mais pobres.

*Informações do repórter José Maria Trindade