Cerca de 700 mil adultos estão com dose de reforço atrasada no Rio

Para o passaporte vacinal cair, a prefeitura entende que é necessário imunizar pelo menos 70% do grupo; apenas 57% da faixa etária recebeu a terceira aplicação

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2022 11h27
EFE/EPA/JAGADEESH NV Pessoa colocando agulha no braço de outra, vacinando contra a Covid-19. Na foto só mostra a mão e o braço das duas. Afrouxamento de medidas pode ter desestimulado a população a procurar pela vacina, apontam especialistas

Um cálculo feito pelo município do Rio de Janeiro apontou que quase 700 mil adultos ainda não compareceram aos postos de saúde para tomar o reforço contra a Covid-19. Atualmente, 57% da população adulta já tomou a dose adicional. Para o passaporte vacinal cair, a Prefeitura do Rio de Janeiro entende que é necessário imunizar pelo menos 70% desse público alvo. A procura ativa pela imunização nos postos de saúde diminuiu bastante ao longo dos últimos dias. Os postos da cidade estão preparados para atender uma demanda total diária de aproximadamente 45 mil pessoas. No entanto, esse número caiu para um terço desse total, cerca de 15 quinze mil pessoas.

O entendimento de alguns especialistas é que após a flexibilização total das máscaras, a queda do número de casos, de óbitos, de positividade e de transmissão parte da população deu uma “relaxada” na busca pela vacinação. A prefeitura do Rio de Janeiro começou a fazer a chamada ativa de adultos para estimulá-los a irem aos postos de saúde. O passaporte vacinal foi adotado na capital em meio a uma polêmica internacional no segundo semestre de 2021. Houve briga judicial com vitória da Prefeitura do Rio de Janeiro. O município entende que o passaporte vacinal estimula as pessoas a buscarem a vacina contra a Covid-19.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga