China aciona OMC contra tarifas impostas pelos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 03/09/2019 08h51
EFEEsse é o terceiro processo que a China protocola contra taxas de Trump

A China entrou com um processo na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra as tarifas de importação impostas pelos Estados Unidos. No domingo (1), o governo norte-americano começou a impor tarifas sobre US$ 300 bilhões em importações do país asiático.

Segundo o Ministério do Comércio chinês, as últimas medidas tarifárias dos Estados Unidos violam o acordo entre os dois países feito em junho, durante a cúpula do G20 no Japão.

O professor de relações internacionais da FECAP (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado), Cícero Krupp, alerta que a OMC tem poder para retaliar os países que não cumprirem com as regras da Organização. “Ela tem poder de ter retaliações, de compensações, entre países que sejam contrários às suas regras de livre comércio, de discriminação, regras que imponham tarifas e barreiras tarifárias de forma unilateral e de forma protecionista.”

O processo é o terceiro protocolado na OMC pela China para contestar as taxas do governo de Donald Trump.

As autoridades norte americanas afirmam que a medida é uma maneira de punir os chineses pelo roubo de propriedade intelectual.  Pequim também respondeu e impôs novas taxas sobre os produtos importados dos Estados Unidos.

Desde o ano passado, os dois países estão em queda de braço; o confronto já afeta toda a economia mundial. Caberá a OMC avaliar a situação que envolve as duas maiores economias do mundo.

Representantes dos dois países já tinham um encontro marcado para negociar um acordo no começo deste mês.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro