Cidades do ABC vão usar aplicativo para monitorar possíveis infectados

  • Por Jovem Pan
  • 21/04/2020 06h43 - Atualizado em 21/04/2020 08h42
EFE/Nathalia AguilarO aplicativo Covid-date será gratuito e vai poderá ser acessado pelo celular e pelo computador

O Grande ABC lança, na próxima semana, o Covid-date, um aplicativo que vai acompanhar a evolução da pandemia do coronavírus entre as sete cidades da região. A plataforma foi desenvolvida pela Universidade Federal do ABC e servirá de auxílio para o consórcio intermunicipal, em ações de combate à doença.

O objetivo é classificar os casos suspeitos e os não suspeitos de covid-19. A ideia é que a ferramenta faça um mapeamento da população para possibilitar medidas de restrições mais específicas à realidade de cada município.

A professora Fernanda Nascimento Almeida, responsável pelo projeto, explica que o sistema de triagem permite a otimização do atendimento do setor público de saúde.

“Essa plataforma, ela permite a geolocalização dos respondentes, ou seja, é possível saber onde a pessoa está. Então as secretarias poderão planejar melhor os atendimentos. Isso ajuda a descongestionar o sistema de saúde.”

Um cidadão identificado com potencial suspeita para coronavírus vai ganhar um acompanhamento mais individualizado e recomendações emergenciais.

Segundo o presidente do consórcio intermunicipal, Gabriel Maranhão, o aplicativo ajudará a construir dados mais precisos do número de contaminados na região do Grande ABC. “Isso faz com que saibamos qual região há o maior numero de possíveis pessoas contaminadas, fazendo com que os procedimentos do protocolo sejam mais eficientes.”

O aplicativo Covid-date será gratuito e vai poderá ser acessado pelo celular e pelo computador.

O Grande ABC tem, até agora, 909 casos confirmados e 61 mortes por coronavírus.

*Com informações do repórter Vinícius Moura