Ciro Gomes diz ser possível arrecadação de R$ 3 trilhões em 10 anos

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2020 07h16
Roberto Casimiro/Estadão ConteúdoCiro defende um pente fino nas renúncias fiscais, na casa de R$ 320 bilhões ao ano e propõe um corte de 20%

Ciro Gomes tem fórmula para governo arrecadar R$ 3 trilhões em 10 anos. O ex-ministro da Fazenda participou do Brasil Fórum UK 2020, onde falou sobre o assunto. “Se o Brasil cobrasse, como eu já cobrei quando ministro da Fazenda do Itamar, um tributo sobre lucro e dividendos empresariais, que só nós e a Estônia não cobram, nós poderíamos, com as alíquotas que cobrei, arrecadar até R$90 bilhões por ano.”

Ciro defende um pente fino nas renúncias fiscais, na casa de R$ 320 bilhões ao ano e propõe um corte de 20%. “O Brasil não cobra tributação sobre os patrimônios e prefere cobrar de forma regressiva sobre a tributação indireta no consumo, pesando os mais pobres. Então se a gente cobrasse um tributo sobre grandes patrimônios com alíquota moderada para não ter nenhum efeito estimulante da conta de capital, nós poderíamos arrecadar algo em redor de R$ 80 a R$ 90 bilhões em um país que, nos últimos cinco outros, trouxe 24 novos bilionários a lista da Forbes.”

Ciro Gomes propõe ainda a tributação as grandes fortunas. “O imposto sobre as grandes heranças na Europa vai de 35% a 60% em alguns países. Nos Estados Unidos a menor alíquota é 29% e o no Brasil é 4%. No Ceará é 8% e nunca perdemos nenhuma eleição. Um assalariado paga 27,5% e o cara que ganha R$ 1 milhão na Pessoa Jurídica paga 15%”, afirma o ex-ministro, que reconhece as dificuldades das ações.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos