Ciro Gomes critica silêncio de Lula sobre perdão de Bolsonaro a Silveira

Pré-candidato à presidência da República pelo PDT comparou o petista ao atual presidente do Brasil: ‘tão diferentes e tão iguais. Acorda Brasil’

  • Por Jovem Pan
  • 24/04/2022 11h18 - Atualizado em 24/04/2022 13h08
Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo Ciro Gomes de mão levantada e sorrindo Ciro Gomes é pré-candidato à Presidência da República pelo PDT

O pré-candidato à presidência do PDT, Ciro Gomes, criticou a postura do também pré-candidato e ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que ainda não se posicionou sobre o decreto do presidente Jair Bolsonaro (PT), que concedeu graça constitucional ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). Ciro Gomes usou as redes sociais para dizer o seguinte: “O fato de Lula não ter condenado o decreto escandaloso de Bolsonaro só pode dever-se a duas razões, ambas extremamente condenáveis. Primeiro, ele já se julga eleito e acha que não deve satisfação a ninguém, nem às instituições. E que, segundo, pretende usar, se eleito, do mesmo expediente de Bolsonaro para indultar dezenas de companheiros íntimos que ainda têm contas a pagar à justiça. Seria uma lista assombrosa em quantidade e má qualidade”, disse.

Ciro Gomes ainda disse que Lula não foi solidário ao Supremo Tribunal Federal (STF), a quem tanto deve, segundo ele. Ele completou essas publicações nas redes sociais dizendo o seguinte: “Ou seja, é o velho Lula de sempre, que só pensa em si mesmo. Lula e Bolsonaro, tão diferentes e tão iguais. Acorda Brasil”. Esse caso, envolvendo o decreto do presidente Jair Bolsonaro, ainda deve ser debatido ao longo da próxima semana, principalmente com o retorno das atividades do Congresso Nacional de forma presencial. Os parlamentares também devem se articular em algum sentido, já que que os questionamentos também já chegaram nas casas legislativas de Brasília.

*Com informações da repórter Iasmin Costa