Ciúme da mulher com os filhos pode estar na origem de tragédia em Paraty

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2020 11h23
Reprodução/Instagram/marcelocriativoOs próprios vizinhos tentaram socorrer a mulher e as crianças -- mas só a mãe conseguiu escapar

O padrasto que ateou fogo na casa em que morava com a esposa e três enteadas, em Paraty, no Rio de Janeiro, está preso. O incêndio se transformou em uma tragédia: os três filhos da companheira dele — de 2, 4 e 7 anos — morreram.

De acordo com vizinhos, o padrasto tinha ciúmes da relação da mãe com as crianças. Nenhum deles tinha uma boa relação com o homem e, segundo investigações da Polícia, por isso o homem decidiu atear fogo ao imóvel.

Os próprios vizinhos tentaram socorrer a mulher e as crianças — mas só a mãe conseguiu escapar.

O rapaz foi preso no final de semana após entrar em inúmeras contradições em seus depoimentos. Informalmente, ele teria confessado crises de ciúmes como a motivação do incêndio.

De acordo com a Polícia, ele será indiciado por tentativa de homicídio e homicídio triplamente qualificado. Se condenado, o homem poderá pegar até 100 anos de reclusão.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga