Clubes ameaçam romper com gestão Doria após suspensão do futebol

Em reunião virtual com os 16 clubes, a Federação Paulista de Futebol se pronunciou e garantiu que todas as rodadas da competição serão realizadas

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2021 10h19
Governo do Estado de São PauloEntidade lamentou o agravamento da pandemia, mas destacou os cuidados que estão sendo tomados no futebol

Com o anúncio da proibição dos jogos, os clubes ameaçam romper com o governo do Estado de São Paulo. A medida vale entre os dias 15 e 30 de março e vai impactar três rodadas do campeonato paulista. Com exclusividade, a reportagem da Jovem Pan conversou com o Delegado Olim. O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva afirmou que a delegação trabalha com a ideia de levar os jogos do Paulistão para outros estados. “Com certeza o futebol de São Paulo vai romper com o governo. E, mais: se tiver condições de fazer em outro lugar futebol, nós vamos fazer.”

Em reunião virtual com os 16 clubes, a Federação Paulista de Futebol se pronunciou e garantiu que todas as rodadas da competição serão realizadas — mesmo que seja necessário reorganizar as datas. A entidade lamentou o agravamento da pandemia, mas destacou os cuidados que estão sendo tomados no futebol. A Federação, o governo do Estado e o Ministério Público vão se reunir na segunda-feira, 15, para discutir alternativa à suspensão das partidas. Em meio à discussão, o Palmeiras entrou em campo e derrotou o São Caetano, conquistando a primeira vitória no Paulistão.

*Com informações do repórter Pedro Marques