Com a participação do ex-presidente, Festival Lula Livre reúne petistas em Recife

  • 18/11/2019 07h11
EFELula disse que jamais aceitaria usar tornozeleira eletrônica para progredir do regime fechado para o semiaberto porque não é pombo correio

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou durante o festival “Lula Livre”, em Recife, capital de Pernambuco. O evento estava previsto para ser realizado antes mesmo de o petista deixar a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no dia 8 de novembro.

Ao entrar no palco, Lula afirmou que não queria discursar sobre política durante o show. Porém, ele reforçou as críticas e acusações contra a força-tarefa da operação Lava Jato e o Governo do presidente Jair Bolsonaro.

“Eu escolhi ir para a Polícia Federal porque eu tinha que desmascarar o Moro, o Dallagnol, o Bolsonaro e a Lava Jato. Eles estão destruindo o país em nome do quê? Eles estão destruindo os empregos em nome do quê? Eles estão destruindo a esperança em nome do quê? Eles estão fomentando a milícia nesse país em nome do quê?”

Lula disse que jamais aceitaria usar tornozeleira eletrônica para progredir do regime fechado para o semiaberto porque não é pombo correio.

Ele chamou o candidato derrotado do PT à Presidência, Fernando Haddad, e agradeceu a participação dele no pleito de 2018.

O ex-presidente foi solto depois que o Supremo Tribunal Federal derrubou a prisão após condenação em segunda instância. Lula cumpria sentença de oito anos e dez meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles