Com Aécio pressionado, PSDB já pensa em afastamento definitivo de senador da presidência

  • Por Jovem Pan
  • 05/10/2017 06h29 - Atualizado em 05/10/2017 11h44
Valter Campanato/Agência Brasilsenador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) revelou que a sigla quer afastar definitivamente Aécio da Presidência

A situação do senador afastado Aécio Neves só se complica depois do enfrentamento no plenário do Senado. Vinte e um dos 81 senadores defenderam agora o presidente licenciado do PSDB, que corre o risco de até ser cassado no Senado.

O pedido de cassação será, inicialmente, decidido pelo presidente do Conselho de Ética, senador João Alberto (PMDB-MA), e, depois, pelo plenário do Conselho. Foi apresentado pelo PT.

O líder da minoria, senador Humberto Costa (PT-PE), disse que a investigação terá de ser feita, para avaliar a quebra de decoro parlamentar: “não quer dizer nenhuma posição previamente definida, mas um processo de investigação que precisa ser feito”.

O senador Álvaro Dias, líder do Podemos, defendeu a investigação, mas lembrou que outros senadores também estão sendo investigados e serão julgados no Supremo: “Conselho de Ética existe exatamente com essa função. Mas aí temos que envolver outros parlamentares que também estão sendo investigados e, naturalmente, não se pode distinguir uns dos outros”.

A dificuldade maior para Aécio, agora, está no próprio partido. O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) revelou que a sigla quer afastar definitivamente Aécio da Presidência: “o bom senso recomenda que o senador Tasso Jereissati possa ser designado nosso presidente de fato e de direito”.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, garantiu que no dia 17 reunirá de novo o plenário da Casa para discutir o afastamento de Aécio independentemente da decisão final do Supremo, marcada para o dia 11.

*Informações do repórter José Maria Trindade