Com possibilidade de adiamento, TCU analisa privatização da Eletrobras nesta quarta

Avaliação é que o possível pedido de vista do processo vai prejudicar a capitalização da estatal

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2022 11h20 - Atualizado em 20/04/2022 11h21
Agência Brasil prédio da eletrobras A avaliação é que um eventual postergação pode ser fatal para o processo de privatização da estatal

O Tribunal de Contas da União (TCU) deve julgar a segunda etapa da privatização da Eletrobras nesta quarta-feira, 20, em reunião que deve ser decisiva para o futuro da capitalização da empresa. A Jovem Pan apurou que é esperado que o ministro Vital do Rêgo peça vistas do processo. O problema é o extenso prazo do adiamento de até 60 dias. A avaliação é que uma eventual postergação pode ser fatal para o processo de privatização da estatal, uma vez que o período para janela de privatização se encerra em 13 de maio. Se tudo não estiver pronto até esta data, apenas no segundo semestre deste ano o processo será retomado, o que coloca em risco a capitalização com a proximidade das eleições, uma vez que muitos fundos de investimentos interessados na operação possuem regras de compliance e governança e, por isso, não podem fazer aportes em países que estão às vésperas das eleições.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga