Começa a valer nesta quarta suspensão da CNH por seis meses para quem estourar 20 pontos

  • Por Jovem Pan
  • 01/11/2017 07h10 - Atualizado em 01/11/2017 11h34
Divulgação/DetranO período maior de suspensão foi estabelecido por uma lei que alterou o Código de Trânsito Brasileiro

Começa nesta quarta-feira (31): o motorista que estourar 20 pontos na carteira de habilitação estará sujeito a uma suspensão da CNH por, no mínimo, seis meses. Antes, o tempo mínimo era de um mês.

A pontuação vale para infrações cometidas desde 1º de novembro de 2016 e a decisão vale para todo o País.

O período maior de suspensão foi estabelecido por uma lei que alterou o Código de Trânsito Brasileiro.

Motoristas reincidentes na perda da CNH no período de um ano receberão a pena mínima de oito meses. Atualmente, nesses casos, é de seis meses. Já o tempo máximo de suspensão continua sendo de 2 anos.

De acordo com o Detran de São Paulo, a média mensal de suspensão da CNH cresceu 50% de 2015 para 2017 no Estado.

Muitos dos casos são motivados pelo acúmulo de multas por excesso de velocidade.

Também nesta quarta-feira, a CET vai começar a fiscalizar o motorista pela velocidade média que ele leva de um ponto a outro em determinadas vias de São Paulo.

A ideia é desacostumar os condutores de tirar o pé do acelerador apenas quando estão perto dos radares.

A nova medição não vai gerar multas apenas por um motivo: Como a legislação federal não permite a aplicação de multas com esse tipo de fiscalização (que usa a média da velocidade dos carros na via), quem for flagrado apenas receberá uma carta de notificação.

Os radares estão posicionados nas avenidas Jacu-Pêssego, 23 de Maio, Bandeirantes e na pista expressa da Marginal Tietê, sentido Castello/Ayrton Senna.

Os radares, porém, seguirão multando quem for flagrado acima da velocidade permitida.

*informações da repórter Carolina Ercolin