Começa julgamento do produtor Harvey Weinstein, acusado de assédio em Hollywood

  • Por Jovem Pan
  • 06/01/2020 09h14 - Atualizado em 06/01/2020 09h18
EFEO julgamento será realizado em Manhattan, na Corte Estadual de Nova York e poderá durar até seis semanas

Começa nesta segunda-feira (5) o julgamento do produtor de cinema Harvey Weinstein. O ex-executivo de Hollywood enfrenta a Justiça dois anos após o surgimento das primeiras acusações de estupro e se for considerado culpado, poderá ser condenado à prisão perpétua.

Quase 90 mulheres — incluindo as famosas atrizes Angelina Jolie, Uma Thurman e Salma Hayek — acusam o ex-produtor de praticar assédio, agressão sexual e estupro. Apesar do grande número de acusações, Weinstein será julgado apenas por agressões realizadas contra duas mulheres, uma vez que os demais crimes já prescreveram.

Uma das acusadoras é a ex-assistente de produção Mimi Haleyi. Ela assegura que o ex-produtor praticou sexo oral contra sua vontade em julho de 2006. A segunda acusadora permanece anônima, mas afirma que o cofundador da produtora Miramax Films a estuprou em um quarto de hotel em Nova York em março de 2013.

O julgamento será realizado em Manhattan, na Corte Estadual de Nova York e poderá durar até seis semanas. Em dezembro, Weinstein chegou a um acordo na esfera cível e aceitou pagar 25 milhões de dólares para mais de 30 atrizes e ex-funcionárias que o processaram.

Se for considerado culpado também na esfera penal e receber uma sentença de prisão, este será um marco para o movimento MeToo, que combate o assédio sexual e o abuso de poder em Hollywood.

*Com informações do repórter Murilo Pavini