Completando 29 anos no STF, Celso de Mello diz que Tribunal deve ficar acima de qualquer juiz

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2018 06h44
Agência Brasil"O STF é um tribunal mais importante do que todos e cada um de nós”, disse

O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello completa, nesta sexta-feira (17), 29 anos como membro da Corte. Indicado pelo ex-presidente José Sarney, em dezessete de agosto de 1989, ele é o mais antigo entre os juízes do STF.

Na sessão desta quinta-feira (16), ele deixou um recado aos colegas. Em época de embates e faíscas entre ministros, que muitas vezes ganham mais destaque do que as próprias sessões, Celso de Mello afirmou que o STF tem de estar sempre acima de qualquer juiz.

“Esta Corte, tenho sentido da eterna permanência. O STF é um tribunal mais importante do que todos e cada um de nós”, disse.

O decano foi homenageado pela Procuradora-Geral da República Raquel Dodge e pela presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, que o classificou como “a melhor causa da Justiça brasileira”.

Cármen também destacou a habilidade dele com a tecnologia: “o ministro Celso de Mello mostra intimidade não só com o Direito, mas até com as novas tecnologias”.

Aos 72 anos, Celso de Mello pode ficar no Supremo Tribunal Federal até 2020, quando terá que se aposentar compulsoriamente por completar 75 anos.

*Informações dos repórteres Levy Guimarães e Marcelo Mattos