Configuração do PIB sofrerá mudanças para melhor nos próximos meses, crê ex-BC

  • Por Jovem Pan
  • 01/03/2018 09h28
Reprodução/Youtube Reprodução/Youtube Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o ex-presidente do Banco Central, Carlos Langoni, afirmou que o resultado é consistente com expectativas da média do mercado

Em 2017, o PIB (Produto Interno Bruto) cresceu 1,0% em relação a 2016, após duas quedas consecutivas, ambas de 3,5%, em 2015 e 2016, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (1º). Nessa comparação, houve altas na Agropecuária (13,0%) e nos Serviços (0,3%), e estabilidade na Indústria (0,0%). O PIB totalizou R$ 6,6 trilhões em 2017.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o ex-presidente do Banco Central, Carlos Langoni, afirmou que o resultado é consistente com expectativas da média do mercado, mas que ainda existem fatores preocupantes, como o crescimento desequilibrado, em 2017, do ponto de vista setorial.

Para Langoni, “ao longo dos próximos meses, a configuração do PIB sofre mudanças para melhor”.

Mas o economista destacou que o País deverá registrar crescimento em alguns setores em 2018: “indústria deve voltar a apresentar crescimento forte neste ano. O que aconteceu no passado foi polarização da saída da recessão, crescimento ainda moderado, mas está preparado terreno para crescimento mais forte e consistente ao longo deste ano”.

Confira a entrevista completa com Carlos Langoni, ex-presidente do Banco Central: