Mesmo no confinamento, violência cresce no Rio de Janeiro

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2020 07h03
O dinheiro depois era administrado pelos integrantes do grupo. A estimativa é de um prejuízo de milhões

Mesmo com o avanço da pandemia do coronavírus no estado do Rio de Janeiro, a violência não para de crescer na região.

A polícia fluminense prendeu, nos últimos dias, quase 30 integrantes de uma quadrilha que estava promovendo sequestros relâmpago no estado. O objetivo dos criminosos era obrigar às vítimas a passarem seus cartões de crédito e débito em respectivas máquinas de propriedade da quadrilha.

O dinheiro depois era administrado pelos integrantes do grupo. A estimativa é de um prejuízo de milhões. A polícia procura agora outros integrantes do bando.

Em São Conrado, um criminoso procurado pela Interpol foi preso pela polícia federal. Ele tem dupla nacionalidade, marroquina e belga. Segundo a polícia, o bandido é acusado de furto, roubo e incêndio de talões de pensão.

Em 2018 a Justiça Belga expediu pedido de prisão contra o criminoso de 32 anos. Ele estava foragido e teria entrado no território brasileiro em março deste ano.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga