Congresso adia retorno do recesso e conta com projetos polêmicos a serem discutidos

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2018 06h07 - Atualizado em 29/01/2018 09h17
Arquivo/Agência Brasil Congresso Nacional, em Brasília Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, entenderam que é demais chamar as excelências para uma cerimônia de abertura dos trabalhos em uma sexta

Os deputados e senadores voltariam ao trabalho na sexta-feira (02), mas os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, entenderam que é demais chamar as excelências para uma cerimônia de abertura dos trabalhos em uma sexta e, aí, adiaram o reinício das atividades para a segunda-feira (05) que vem.

Além da reforma da Previdência, dois outros projetos polêmicos estão na fila do plenário. Maia tenta fechar um acordo com o Judiciário. Ele se reuniu com os presidentes dos tribunais superiores para fechar um texto sobre o teto salarial no serviço público.

Outro projeto polêmico é o que regulamente o abuso do poder. Os líderes governistas estão otimistas para votar a reforma da Previdência no dia 19 de fevereiro, mas ainda faltam votos.

*Informações do repórter José Maria Trindade