Consórcio brasileiro vence disputa para fornecer trens da Linha 17-Ouro

  • Por Jovem Pan
  • 14/10/2019 07h29
Mister Shadow/Estadão ConteúdoO monotrilho ligará o Aeroporto de Congonhas à Estação Morumbi da CPTM e era uma obra prometida para a Copa de 2014

Um consórcio brasileiro irá fornecer os trens para a Linha 17-Outro do monotrilho. O transporte ligará o Aeroporto de Congonhas à Estação Morumbi da CPTM e era uma obra prometida para a Copa de 2014.

O diretor de Relações Institucionais da TTrans, Rodrigo Vilaça, explica que consórcio formado pela suíça Molinari, a paulista TTrans e a cearense Bom Sinal, fez a menor oferta – de mais de R$ 1 bilhão – e bateu dois grupos com capital chinês. A obra deve gerar, pelo menos, mais mil empregos no setor.

“O Governo do Estado tem dado um grande exemplo na renovação das linhas do Metrô e CPTM no sentido de fazer com que eles retomem as suas ideias, dentro dos fatos que ocorreram nos últimos cinco anos no Brasil”, explica.

“Com isso a indústria brasileira será aliviada no ponto de vista de geração de empregos, de manutenção dos sistemas e de tecnologia implementada no setor de mobilidade sobre trilhos”, completa Rodrigo.

A Linha 17-Ouro começou a ser construída em 2012 e seu custo final está na casa dos R$ 2 bilhões.

O Governo de São Paulo anunciou um um empréstimo de R$ 1,1 bilhão do Banco de Desenvolvimento da América Latina para a conclusão do primeiro trecho do monotrilho.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos