Contas da União, Estados e municípios têm saldo positivo, mas resultado é o pior em 17 anos

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2018 08h59
Marcos Santos/USP ImagensEstados registraram déficit de quase 2,5 bilhões, e a tendência é de números piores em maio, com a greve dos caminhoneiros

Contas públicas têm o pior resultado para abril em 17 anos, e a dívida bruta ultrapassa a marca dos R$ 5 trilhões. No mês passado, houve superávit primário de R$ 2,9 bilhões, sem o pagamentos dos juros da dívida pública, informou o Banco Central.

Em abril de 2017, por exemplo, as contas públicas tiveram um superávit de R$ 12,9 milhões.

O economista Alexandre Chaia, professor do Insper, analisa que a recuperação esperada pelo governo não ocorreu. “Todo esse conjunto desanimou os investidores e não animou os consumidores. As pessoas estão consumindo menos e menos confiantes no futuro da economia. Com isso, acaba tendo uma perda de arrecadação piorando o déficit. Além disso, essa greve atrapalhou completamente”, revelou Chaia.

Os estados registraram déficit de quase 2,5 bilhões, e a tendência é de números piores em maio, com a greve dos caminhoneiros.

De acordo com o economista André Saconatto,  a previsão de zerar o déficit deve ocorrer apenas entre 2022 e 2025. “A gente só vai conseguir zerar o déficit entre 2022 e 2025. Realmente é uma situação muito complicada. Agora, se for possível que a trajetória tenha realmente uma cara de queda e zere o déficit em 2022 ou 2025, isso já é suficiente para o mercado ficar animado”, projeta Saconatto.

– No acumulado de janeiro a abril, as contas do setor público registram superávit primário de 7,2 bilhões. No mesmo período do ano passado, o resultado também foi positivo e bem maior: 15,1 bilhões.

*Com informações de Denise Campos de Toledo